Sobre Londrina

cidade de Londrina

Londrina é um município brasileiro localizado no norte do estado do Paraná, a 381 km da capital paranaense, Curitiba. Tem uma população de 511 278 habitantes (IBGE/2011) e é a segunda cidade mais populosa do Paraná e a quarta maior cidade da região Sul do Brasil atrás de Curitiba/PR, Porto Alegre/RS e Joinville/SC.

Importante pólo de desenvolvimento regional e nacional, Londrina exerce grande influência sobre o norte do Paraná e é uma das cidades mais importantes da Região Sul do Brasil.

Londrina é sede de sua região metropolitana que conta também com 801.756 habitantes (IBGE/2010). É um centro regional e é composta de comércio, serviços e agroindústrias.

História

Antes da colonização extensiva do Norte do Paraná, havia, entre seus habitantes, além dos índios Kaingáng, uma população pobre instalada na floresta e que já derrubara parte dela para a criação de animais e o plantio de produtos agrícolas para sua sobrevivência. Ao lado de pessoas nessa situação, na década de 20, havia proprietários de terras, que já iniciavam a abertura e formação de grandes fazendas.

Na época, Londrina era um espaço pertencente ao município de Jataizinho e conhecido como Gleba Três Bocas, e ficava no trajeto da ferrovia "Ourinhos-Foz do Iguaçú".

O inglês Simon Joseph Fraser, mais conhecido como lord Lovat, veio ao Brasil em 1924 e visitou o norte do Paraná. Verificou, então, que não havia exagero no que ouvira falar sobre essa região. Em 1925, com outros companheiros, criou a Companhia de Terras Norte do Paraná, diretamente do governo paranaense. Essa companhia iniciou seu trabalho de colonização sob a orientação de ingleses. Estes ingleses, ao observar a névoa característica da mata da região, viram semelhanças com a neblina da cidade de Londres, e a fim de homenagear suas origens denominaram a comarca de "Londrina", que significa "originária de Londres".

A Companhia de Terras Norte do Paraná foi um tipo de loteadora que, após comprar terras, derrubou parte da floresta, abriu estradas e organizou a divisão desse espaço em lotes urbanos e rurais, que foram vendidos. Antônio Moraes de Barros, João Sampaio e Arthur Thomas foram algumas das pessoas que participaram da organização da Companhia de Terras Norte do Paraná para o início dos trabalhos.

A propaganda foi muito usada para atrair compradores, e nela chamava-se a atenção para a "Terra Roxa" e a "terra sem saúva".

Esta propaganda, aliada a outros motivos, como a pobreza e a esperança de vida melhor, fizeram com que muitas pessoas de todo o Brasil (principalmente paulistas, gaúchos e mineiros) comprassem terras ou fossem procurar trabalho no Norte do Paraná. Além dos brasileiros, vieram pessoas da Alemanha, Itália, Japão e outros países. A população atual de Londrina reflete esta mistura de povos.

Em muito pouco tempo, nas décadas de 50 e 60, Londrina obteve um desenvolvimento econômico impressionante, sobretudo pelo plantio de café. No ano de 1961 estimasse que a região foi responsável por cerca de 51% do café produzido no mundo, sendo então chamada de "Capital Mundial do Café". Os fazendeiro, proprietários de grandes extensões de terra, construiram casarões e ficaram conhecidos como os "Barões do Café", e os grãos do café eras conhecidos como "Ouro Verde".

Em 1975, houve a ocorrência de uma grande geada, chamada de "Geada Negra", que atingiu todo o norte do Paraná, arruinando as plantações de café. Alguns iniciaram novamente o trabalho com café, enquanto outros investiram em outros negócios. Como após o plantio das mudas de café é necessário esperar cerca de 2 anos para iniciar as primeiras colheitas, Londrina perdeu o posto de grande produtor de café, mas já tinha desenvolvido um crescimento urbano razoável com indústrias, universidades e prestação de serviços.

Economia

O PIB de Londrina para o ano de 2007, segundo o IBGE, foi de R$ 7.992.507.000,00, o que a coloca no 44° lugar no ranking das 100 maiores cidades brasileiras e em quarto lugar na comparação com as demais cidades paranaenses, usando como referência este índice econômico.

A composição do PIB do município demonstra a força do setor de serviços na economia local, onde Londrina conta com grandes hospitais e shopping centers, além de um comércio tradicional forte e diversificado, que serve de referência para várias cidades da região.

Para fomentar o crescimento do setor industrial e comercial, o município está se equipando para dar suporte às novas e atuais empresas, com a implantação do Terminal de Cargas Alfandegárias (Porto Seco), novos condomínios industriais, aeroporto internacional, parque tecnológico e diversos incentivos.

Já quanto ao índice de desenvolvimento humano (IDH) Londrina encontra-se em décimo lugar entre os municípios do Paraná, com um valor médio de 0,824.

Transportes

Terminal rodoviário
O Terminal Rodoviário de Londrina José Garcia Villar teve seu partido arquitetônico elaborado arquiteto Oscar Niemeyer, sofrendo algumas modificações quando da sua construção pelo prefeito de Londrina, Wilson Moreira, em 25 de junho de 1988.

A cobertura da construção é toda feita em zinco. Seu formato é circular, com um jardim interno também circular sem cobertura. No interior da construção estão localizados guichês para a venda de passagens, lojas de souvenir, farmácias, lanchonetes, caixas eletrônicos de bancos e outras utilidades. As plataformas de embarque e desembarque ficam na parte mais externa do círculo.

É considerada uma das rodoviárias mais funcionais e belas do Brasil, obtendo em 2003 a premiação máxima de melhor rodoviária entre seus congêneres.

Aeroporto
O Aeroporto de Londrina é um aeroporto que teve suas origens na época do pós-guerra. A base do terminal atual foi construído na década de 1950, durante o auge do café na região. Nessa época, o aeroporto chegou a ser o terceiro mais movimentado do país, contudo, hoje ele se encontra entre os 30 mais movimentados do Brasil.

Aeroporto ideal para as operações regionais, ele se encontra a menos de 5 km do centro da cidade de Londrina, oferecendo uma boa infraestrutura para a operação de aeronaves de médio porte como Boeings 737 e Fokker 100s.

A Infraero administra o aeroporto desde 1980, tendo feito inúmeras melhorias no prédio, sendo a última "grande" obra o recapeamento da pista de pouso em 1995. O atual prédio possui dois pavimentos, sendo o segundo reduzido. São 6 posições de balcões de check-in, mas foram reduzidas para 5 devido às reformas atuais.

O pátio contava com 4 posições para aeronaves de médio porte e, após a reorganização das posições - quando foi implantado o push-back tratorizado, ele abriga agora até 5 aeronaves de médio porte simultaneamente além de outras 2 áreas para a aviação de pequeno porte. Os principais destinos diretos a partir do aeroporto de Londrina são Curitiba, São Paulo (Congonhas e Guarulhos), Rio de Janeiro (Santos Dumont), Presidente Prudente, Campinas, Ribeirão Preto, Salvador, Foz do Iguaçu, Maringá, Ponta Grossa, Campo Grande, Corumbá, Cuiabá, Sinop, Alta Floresta, Porto Alegre, Brasília, Goiânia, Vilhena, Ji-Paraná, Rondonópolis, Manaus, Porto Velho, Lábrea e Humaitá.

Para homenagear a comunidade de moradores desta maravilhosa cidade, o Encontra Paraná criou o Encontra Londrina.

Blog do Guia da Cidade Londrina

Receba notícias por e-mail
Cadastre-se e receba notícias de Londrina por email
 

 

Limites

Marilândia do Sul, Apucarana, Arapongas, Assaí, Cambé, Ibiporã, São Jerônimo da Serra, Sertanópolis e Tamarana.

Dados Principais sobre a Cidade de Londrina

Aniversário: 10 de Dezembro
Fundação :
1934
Gentílico:
Londrinense
Área:
1 650,809 Km²
População
511 278 hab. (2011)
IDH 0,824 - elevado
Prefeitura Londrina

Brasão de Londrina
Brasão de Londrina

Bandeira de Londrina
Bandeira de Londrina

Vídeo sobre a cidade de Londrina
Veja mais vídeos sobre a Cidade de Londrina

Mapa Londrina

 

Moradores ilustres de Londrina

 

   

  Sobre o EncontraLondrina
Fale com EncontraLondrina
ANUNCIE: Com Destaque | Anuncie Grátis

siga o Encontra Londrina no Facebook siga o Encontra Londrina no Twitter Encontra Londrina no Google+


Termos do Serviço | Política de Privacidade